27 de fevereiro de 2012

ABERTURA DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2012

A abertura da CF – Campanha da Fraternidade 2012 - na Arquidiocese de Belém aconteceu no dia 25 de fevereiro na paróquia Nossa Senhora de Nazaré em Marituba PA, com a presença do arcebispo Dom Alberto, do bispo auxiliar Dom Teodoro e do bispo emérito, Dom Vicente Zico.

A missa foi presidida por Dom Alberto e realizou-se no estacionamento do Hospital Divina Providência, com a presença de diversos sacerdotes da região Menino Deus, de muitos fiéis que prestigiaram o momento e das autoridades municipais e estaduais.

Segundo Dom Alberto, a paróquia Nossa Senhora de Nazaré foi escolhida para a abertura da CF 2012 pelo significativo trabalho em benefício da saúde prestado pelos religiosos da Congregação Pobres Servos da Divina Providência e por muitos leigos que se dedicam pelo bom êxito desta atividade. Pediu ainda que a Igreja tenha mais espaço no atendimento àspessoas, especialmente aos doentes. O tema da CF 2012 é “Fraternidade e Saúde Pública”; e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”

Depois da celebração da santa missa, realizou-se uma procissão até o Abrigo João Paulo II, onde foi abençoada a imagem do papa João Paulo II, que visitou Marituba e o Abrigo em 1980 e ficou muito sensibilizado pela situação em que viviam os hansenianos.





















O ponto negro...



Certo professor entrou na sala de aula.
Disse aos alunos para se prepararem para uma prova relâmpago.
Todos ficaram assustados.
O professor, como de costume, entregou a prova virada para baixo.
Quando puderam ver, para surpresa de todos, não havia uma só pergunta.
Havia apenas um ponto negro no meio da folha.
O professor, analisando a expressão surpresa de todos, disse:
Agora vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo.
Os alunos confusos começaram a difícil tarefa.
Terminado o tempo, o professor recolheu as folhas...
Colocou-se em frente à turma e começou a ler as redações em voz alta.
Todas, sem exceção, definiram o ponto negro...
Tentando dar explicações por sua presença no centro da folha.
Após ler todas, a sala em silêncio, ele disse:
Esse teste não será para nota, apenas serve de lição.
Ninguém falou sobre a folha em branco.
Todos centralizaram suas atenções no ponto negro.
Assim acontece em nossas vidas.
Temos uma folha em branco inteira para observar, aproveitar...
Mas, sempre nos centralizamos nos pontos negros.
A vida é um presente de DEUS...
Dado a cada um de nós com extremo carinho e cuidado.
Temos motivos pra comemorar sempre.
A natureza que se renova.
Os amigos que se fazem presentes...
O emprego que nos dá sustento...
Os milagres que diariamente presenciamos.
No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro.
O problema de saúde que nos preocupa...
A falta de dinheiro...
O relacionamento difícil com um familiar...
A decepção com as pessoas.
Os pontos negros são mínimos...
Comparando com tudo aquilo que recebemos diariamente.
Mas, são eles que povoam nossa mente.
Pense nisso: Tire os olhos dos pontos negros da sua vida!
Aproveite cada bênção, cada momento que Deus lhe dá.
Creia que o choro pode durar até o anoitecer.
Mas, a alegria logo vem no amanhecer.
Tenha essa certeza, tranqüilize-se e seja feliz!

        Autor(a) Texto: AD
Colaboração Texto: Luiz Carlos/SP

OBS.: Texto recebido por e-mail

26 de fevereiro de 2012

Ouse...

Conta uma antiga lenda que, na Idade Média, um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.

Na verdade, o autor do crime era pessoa influente do reino e, por isso, desde o primeiro momento procurou-se um "bode expiatório" para acobertar o verdadeiro assassino.

O homem foi levado a julgamento e o resultado seria a forca.

Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história.

O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse sua inocência.

Disse o juiz:

- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor; vou escrever em um pedaço de papel a palavra INOCENTE e noutro pedaço a palavra CULPADO.

Você sorteará um dos papeis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidira seu destino, determinou o juiz.

Sem que o acusado percebesse, o juiz separou os dois papeis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca.

Não havia saída. Sem alternativas para o pobre homem.

O juiz colocou os dois papeis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.

O homem pensou alguns segundos e pressentindo a vibração, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papeis e rapidamente colocou-o na boca e o engoliu.

Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.

- Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber qual seu veredicto?

- É muito fácil, respondeu o homem.

- Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário.

Imediatamente o homem foi libertado.

MENSAGEM: POR MAIS DIFÍCIL QUE SEJA UMA SITUAÇÃO, NÃO DEIXE DE ACREDITAR E DE LUTAR ATÉ O ULTIMO MOMENTO. USE A CRIATIVIDADE! E... QUANDO TUDO PARECER PERDIDO: OUSE!!!

(Autor Desconhecido)

"Seja qual for o seu sonho, comece.
Ousadia tem genialidade, poder e magia."
(Goethe)

Xícaras - verdadeiras obras de arte


Vendo estas xícaras vai ficar com vontade de tomar um bom café ou um bom chá. 





































Imagens recebidas por e-mail.